24.03.2020

Rodrigo Carvalho - Redator da Blue

Primeiro-ministro irlandês anuncia novas medidas de contenção ao COVID-19

O primeiro-ministro irlandês Leo Vadkar anunciou hoje (24/03) uma série de novas medidas de saúde pública para combater a disseminação do Covid-19 no país.

As decisões foram tomadas em uma reunião da Equipe Nacional de Emergência em Saúde Pública nesta manhã, sendo, em seguida, confirmadas em uma reunião do Gabinete no início desta tarde.

Segundo o primeiro-ministro, as medidas tem três prioridades: impedir a propagação do vírus, dar suporte àqueles que perderam o emprego e estabelecer uma nova legislação de emergência. Essas medidas ficarão em vigor até domingo, 19 de abril.

Todos os pontos comerciais de atividades não essenciais devem fechar, assim como os restaurantes e cafés, a menos que possam oferecer uma opção de delivery ou retirada no balcão. Supermercados e farmácias permanecerão abertos. 

Os estabelecimentos considerados essenciais incluem oculistas, postos de combustível, lavanderias, bancos, correios, empresas de solução de crédito e lojas de materiais de construção.

Não haverá restrições quanto à quantidade de vezes que uma pessoa pode sair de casa por dia, mas isso se limita a grupos de até quatro pessoas.

Também foi recomendado que a população trabalhe de casa, a menos que a presença no local de trabalho seja essencial.

Todos os teatros, clubes, academias, cabeleireiros, lojas de apostas, feiras, mercados, cassinos, salas de bingo, bibliotecas e estabelecimentos similares devem fechar.

Todos os eventos esportivos foram cancelados, incluindo os praticados em ambientes fechados. Todos os playgrounds e parques de férias devem ser fechados.
Os hotéis foram orientados a limitar a ocupação a apenas por razões não-sociais e não-turísticas consideradas essenciais.

Todos os templos e outros locais de culto devem restringir o número de participantes para que seja respeitada a orientação de distanciamento social. Está proibida a realização de eventos sociais internos ou externos de qualquer proporção. 

Deve-se evitar também lugares aglomerados, incluindo as repartições públicas.

Visitas consideradas não essenciais às casas de outras pessoas devem ser evitadas.

A Gardaí, polícia irlandesa, deve aumentar o número de intervenções em locais ou estabelecimentos que não estejam respeitando as orientações ou onde grupos de pessoas não estejam aderindo às medidas de distanciamento social recomendadas.

As escolas – que, a princípio, haviam sido orientadas a fechar até 29 de março - não serão mais reabertas na segunda-feira, tendo a ordem de fechamento estendida.

O primeiro-ministro declarou que prefere não usar o termo lockdown (palavra utilizada para se referir a um protocolo de emergência que impede que as pessoas deixem uma determinada área. Um lockdown significa que você deve permanecer onde está e não sair ou entrar em um prédio ou na área em questão).

Para Leo Vadkar, o termo parece significar coisas diferentes para diferentes países (...) é um termo que realmente causa mais confusão do que clareza", disse ele, justificando sua decisão de não usar a palavra.

Tony Holohan, chefe do departamento médico, declarou que as medidas tiveram que ser intensificadas, visto que de mais de 1.000 casos de Covid-19 já foram confirmados na República da Irlanda. Dados oficiais confirmam que 45% dos casos foram de transmissão comunitária, onde não foi possível identificar a fonte original por meio de rastreamento de contatos.  Sabe-se também que 1 em cada 4 casos é de profissionais de saúde.


Bem-estar social

Varadkar confirmou que o governo deve aumentar o pagamento do Auxílio Desemprego para pessoas que foram demitidas devido ao vírus de 203 para 350 euros.

O pagamento também se aplica aos trabalhadores autônomos afetados pelo Covid-19.

Também entrará em vigor um subsídio salarial de emergência, pelo qual o governo pagará 70% do salário do trabalhador, com um valor líquido de 410 euros por semana - equivalente à renda, já descontada por impostos, de um trabalhador com renda de até 40.000 euros por ano.

Os empregadores também receberão suporte de até 70% da renda, com a condição que faça o possível para manter o mais próximo possível de 100% da renda normal possível durante o período subsidiado, sob pena de receber punições em caso de abuso do esquema proposto.

Os hospitais privados atuarão  como hospitais públicos durante a pandemia de Covid-19, comprometendo-se a prestar atendimento sem fins lucrativos. O ministro da Saúde Harris afirmou que os pacientes com Covid-19 serão tratados gratuitamente em um único serviço hospitalar nacional, sem distinção. "Pacientes públicos e privados serão tratados igualmente." - enfatizou o Ministro.
.
Com as novas medidas, todos os hospitais privados serão públicos ou administrados pelo Estado enquanto durar a pandemia.


Economia

Na mesma coletiva de imprensa, o governo reforçou que, além da crise da saúde pública, a economia também está em risco.
As medidas para garantir o pagamento de auxílios-desemprego, bem como os salários de 70% para os trabalhadores, custarão cerca de € 3,7 bilhões para um período de 3 meses.

Até o momento, 1.125 pessoas foram diagnosticadas com o Covid-19 na Irlanda e seis pessoas morreram. Estimativas preveem que o número de casos deve aumentar significativamente nos próximos dias e semanas.


Fonte do artigo: The Journal Ireland

Continuaremos a monitorar de perto a situação da Irlanda e todas as atualizações serão publicadas aqui no Blog da Blue e em nossas redes sociais.

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR

  • 05.06.2020

    Rodrigo Carvalho - Redator da Blue

    Coronavírus: primeiro-ministro da Irlanda anuncia aceleração do plano de reabertura do país

    O primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, anunciou hoje (05/06) que o plano de reabertura do país será acelerado e terá duração reduzida.Agora ele passará de cinco para quatro fase...

    LER MAIS
  • 28.05.2020

    Rodrigo Carvalho - Redator da Blue

    Coronavírus: novas regras para chegadas na Irlanda entram em vigor hoje

    O governo irlandês segue atualizando suas medidas de contenção ao novo coronavírus.A partir de quinta-feira (dia 28/05), todos os passageiros que chegam ao país são legalmente obriga...

    LER MAIS
  • 27.05.2020

    Rodrigo Carvalho - Redator da Blue

    COMO LEVAR O SEU PET PARA O INTERCÂMBIO NA IRLANDA ATUALIZADO 2020)

    Quem tem um animal de estimação, sabe que eles não são simplesmente criaturinhas fofas que nos servem de companhia, mas sim membros importantes de nossa família. Por isso, para inter...

    LER MAIS

Solicite seu Orçamento

Vamos lá
QUAL(IS) O(S) PAÍS(ES) DESEJADO(S)?
FALE CONOSCO